João Guilherme de Assis Rossi

João Guilherme de Assis Rossi

Grade: 9

Teacher: Patrícia Casagrande

School: Avance Colégio e Cursos

City: Tangará da Serra

State: Mato Grosso

Topic: Miranda


"O Poder Que Representa Voltar à Lua

A lua Miranda foi descoberta em 1948 pelo astrônomo Gerard Kuiper, e, apesar de não ser o maior satélite de Urano, foi dele que a sonda espacial Voyager 2 mais se aproximou. Desde então, o pequeno satélite tornou-se interessante para a astronomia, pois sua superfície é diferente de qualquer outra no sistema solar, com diversos tipos de rocha e gelo.

Miranda é a lua mais próxima de Urano e gira em sentido anti-horário. Muitas teorias são ditas sobre sua forma, como a de que sua irregularidade é devido à colisão com outro corpo celeste o qual, posteriormente, voltou a ser agregado resultando, assim, num objeto “remendado” que é hoje. Essa característica leva-nos a associar Miranda a Frankenstein, personagem que, de acordo com a ciência, é um ser humano perfeito, mas na visão das “pessoas comuns” é um monstro. Certamente tal comparação não foi feita em vão, já que em Miranda podem existir minerais ‘‘perfeitos’’, um mineral com as mesmas propriedades do nióbio, por exemplo, do ferro ou de algum substituto desses recursos tão preciosos para os interesses capitalistas e, consequentemente, para as revoluções tecnológicas que ocorrem no mundo.

Artist's view of Voyager 2 at Miranda

A disputa pelo poder do capital mundial está mais acirrada a cada dia e a “conquista” de levar novamente o homem à lua é a maior ação capaz de representar poder e domínio para um país. A expedição é tão importante que, tendo em vista o interesse capitalista atual, a nação capaz de realizar novamente tal façanha teria um avanço tecnológico imensamente maior e seria líder no desenvolvimento da evolução tecnológica. Outro fator importante é que o interesse sobre a exploração de Miranda, as possíveis descobertas e especulações sobre um lugar habitável para o ser humano, certamente, seria motivo de disputa e discórdias entre nações como os Estados Unidos, China, Rússia, entre outras, fator que pode acarretar num provável embate semelhante à Guerra Fria. Isso porque o valor das descobertas e dos materiais coletados é uma incógnita, mas com toda certeza irá custar muitos milhões para a pesquisa.

Do outro lado, ficam os vários países subdesenvolvidos e emergentes, que, atualmente, cada vez mais se distanciam do mercado mundial, pois pouco investem em pesquisa, ciência e tecnologia, como é o caso do Brasil, Argentina, Chile, México, entre outros. Essas nações deveriam ir em busca da oportunidade para evoluir, apoiando-se com seus recursos, já que, após o descobrimento de minérios e de outros recursos, poderiam mandar sondas para descobrir mais coisas sobre o espaço, estando no páreo com as nações mais poderosas do mundo, além das benfeitorias que isso produziria para tais países como a melhoria na educação desses países, desenvolvimento tecnológico e, quem sabe a produção própria de espaçonaves, sondas, ônibus espaciais e muito mais.

Enfim, a disputa pelas descobertas espaciais é o um sonho do ser humano. Porém, esse desejo pode ser um perigo para nós, porque interesses e disputas geram guerras e guerras causam morte e talvez a extinção dos habitantes da Terra. Então, o fascínio pelos mistérios de Miranda pode acarretar em maravilhas e desgraças, mas, com cuidado, tudo poderá ficar bem!"


English translation

The Power of Returning to the Moon

The moon Miranda was discovered in 1948 by the astronomer Gerard Kuiper, and, although it is not the largest Uranus satellite, it was the one that the space probe Voyager 2 came closest to. Since then, the small satellite has become interesting for astronomy, as its surface is unlike any other in the solar system, with different types of rock and ice.

Miranda is the closest moon to Uranus and rotates counterclockwise. Many theories are said about its shape, such as that its irregularity is due to a collision with another celestial body which, later, was added again, thus resulting in a “patched” object that it is today. This characteristic leads us to associate Miranda with Frankenstein, a character who, according to science, is a perfect human being, but in the view of "ordinary people" is a monster. Certainly such a comparison was not made in vain, since in Miranda there may be '' perfect '' minerals, a mineral with the same properties as niobium, for example, iron or some substitute of these resources so precious for capitalist interests and, consequently, for the technological revolutions that occur in the world.

The dispute for the power of world capital is more intense every day and the "achievement" of taking man back to the moon is the greatest action capable of representing power and dominance for a country. The expedition is so important that, in view of the current capitalist interest, the nation capable of accomplishing this feat again would have an immensely greater technological advance and would be a leader in the development of technological evolution. Another important factor is that the interest in the exploration of Miranda, the possible discoveries and speculations about a habitable place for the human being, would certainly be a reason for dispute and disagreements between nations like the United States, China, Russia, among others, a factor which can lead to a likely Cold War-like clash. This is because the value of the discoveries and materials collected is unknown, but it will certainly cost many millions for research.

On the other hand, there are the various underdeveloped and emerging countries, which, today, are increasingly distancing themselves from the world market, as they invest little in research, science and technology, as is the case of Brazil, Argentina, Chile, Mexico, among others . These nations should go in search of the opportunity to evolve, supporting themselves with their resources, since, after discovering ores and other resources, they could send probes to find out more about space, being on par with the most powerful nations. of the world, in addition to the improvements that this would produce for such countries such as the improvement in education in these countries, technological development and, who knows, the own production of spaceships, probes, space shuttles and much more.

Anyway, the dispute for space discoveries is a human's dream. However, this desire can be a danger to us, because interests and disputes generate wars and wars cause death and perhaps the extinction of Earth's inhabitants. So, fascination with Miranda's mysteries can lead to wonders and misfortunes, but with care, everything can be fine!

Solar System News