Titan

Year: 2018-19

Daniel Farani de Farias, Gabriel Reis Andrade and Leonardo Henriques Lemos Nascimento

School: Colégio Amadeus

Grade: 7-8

City: Aracaju, Sergipe

Teachers: Charlene Elly Rosário Correia e Luciano Dantas Santos


(Original essay)

A Terra vem passando, nesses últimos anos, por diversos problemas e mudanças de grande escala (principalmente devido à ação humana). Hoje em dia, a seriedade disso é tão absurda que é inevitável aceitar que o fim da humanidade esteja breve. Por conta desses fatos, um dos principais objetivos da ciência atualmente é descobrir alguma maneira de ao menos atrasar o início do fim.

Uma das possibilidades em que se foca muito é na transformação de lugares do universo, semelhantes à Terra, em locais habitáveis para a humanidade, ou seja, mudar o endereço cósmico dos homens e tornar outro astro em nossa moradia.

O universo é vasto, então, com certeza, existem muitos planetas muito similares ao nosso. Porém, o tempo é curto, portanto devemos pesquisar e explorar locais mais próximos e parecidos possíveis. Assim, dentro do Sistema Solar, onde é mais alcançável para a humanidade, existem locais como luas que possuem características para abrigar vida, dando foco em uma lua especial que fica em Saturno, chamada Titã.

Titã possui oceanos e lagos de metano e etano, além disso, possui lagos de hidrocarbonetos nos polos, compostos que são responsáveis pela formação de petróleo, gás natural e carvão mineral, coisas muito valiosas na Terra, além de que há muito metano que é uma fonte de geração de energia.

Essa lua é a única do Sistema Solar com uma atmosfera desenvolvida. Ela é composta principalmente por nitrogênio e outros gases, como metano e dióxido de carbono. Não há oxigênio lá, mas isso poderia ser contornado, por exemplo, levando cianobactérias, que transformam dióxido de carbono em oxigênio. As casas poderiam ser feitas de plástico produzido a partir de hidrocarbonetos e poderia consistir em cúpulas infladas por oxigênio quente e nitrogênio.

Água também não seria um problema em Titã. Uma pesquisa da Universidade de Porto Rico mostra que essa Lua possui 11 vezes a quantidade de água dos oceanos superficiais da Terra. No entanto, a temperatura seria um obstáculo, já que a média desse satélite é de -170ºC, mas a solução seria colocar vários satélites armados com espelhos ao redor de Titã. Isso serviria pra refletir a luz solar, o que amenizaria a temperatura. Já a gravidade de lá é de 1,352m/s², ou seja, os objetos caem 10 vezes mais lentos que na Terra.

O fato de haver amônia e nitrogênio em Titã poderia ajudar na fertilização de hortas, bem como não haveria a necessidade de trajes especiais por conta da atmosfera, só respirados e agasalhos para o frio. Portanto, trata-se de um local que poderia abrigar seres humanos.

Com essa exploração, aprenderíamos muito mais sobre o astro descrito e sobre o universo em geral. Como diria Neil Armstrong, "Um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade".


(English translation)

In recent years, the Earth has been experiencing various problems and large-scale changes (mainly due to human action). Nowadays, the seriousness of this is so absurd that it is inevitable to accept that the end of humanity is brief. Because of these facts, one of the main goals of science today is to find some way to at least delay the beginning of the end.

One of the possibilities that focuses much is on the transformation of places of the universe, similar to the Earth, in places inhabitable for humanity, that is, change the cosmic address of men and make another star in our dwelling.

The universe is vast, so surely there are many planets very similar to ours. However, time is short, so we should research and explore places as close and similar as possible. Thus, within the Solar System, where it is most attainable for humanity, there are places like moons that have characteristics to shelter life, giving focus to a special moon that is in Saturn, called Titan.

Titan has oceans and lakes of methane and ethane, and it has hydrocarbon lakes at the poles, compounds that are responsible for the formation of oil, natural gas and mineral coal, which are very valuable things on Earth, and there is a lot of methane that is a source of power generation.

This moon is the only one in the Solar System with a developed atmosphere. It is composed mainly of nitrogen and other gases such as methane and carbon dioxide. There is no oxygen there, but this could be bypassed, for example, by taking cyanobacteria, which convert carbon dioxide into oxygen. The houses could be made from plastic produced from hydrocarbons and could consist of domes inflated by hot oxygen and nitrogen.

Water would also not be a problem on Titan. A survey by the University of Puerto Rico shows that this Moon has 11 times the amount of water in the surface oceans of the Earth. However, the temperature would be an obstacle, since the average of this satellite is of -170ºC, but the solution would be to put several satellites armed with mirrors around Titan. This would reflect the sunlight, which would ease the temperature. The gravity of it is 1,352m / s², that is, objects fall 10 times slower than on Earth.

The fact that there is ammonia and nitrogen on Titan could help in fertilizing gardens, and there would be no need for special atmospheric suits, just breathed and warm clothing for the cold. Therefore, it is a place that could house human beings.

With this exploration, we would learn much more about the described star and about the universe in general. As Neil Armstrong would say, "A small step for man, but a great leap for mankind."

Solar System News